Início > Mercado, Micro$oft, Opinião, Política, Tecnologia > O verdadeiro avanço

O verdadeiro avanço

Tem muito tempo sem nenhum post, comecei a priorizar outras coisas, muitas mudanças no trabalho, fazendo diversos cursos, uma filha, enfim, meu mundo virou de cabeça para baixo. Estava justamente pensando nisso esses dias, nunca mais nada escrito aqui, na verdade fora os registros que fiz sobre minha filha, nada em lugar algum.

Diversos assuntos que gostaria de comentar me chamaram a atenção durante esse tempo, mas ainda assim não consegui transformar essa vontade em texto.

Ainda que tenha sido dessa forma, o post atual não é fruto de um interesse maior no assunto, apenas coincidiu de reencontrar um assunto que vi no noticiário especializado e hoje, durante um intervalo entre atividades ver de novo, logo depois de mais uma vez lembrar que nunca mais tinha escrito nada.

A energia fluindo é sempre impressionante

A energia fluindo é sempre impressionante

O que vi e achei inesperado, mas de verdade uma decisão bem ponderada foi que a Tesla Motors decidiu abrir mão de todas as suas patentes para que o desenvolvimento do carro elétrico possa aumentar o ritmo, fez um comunicado oficial da decisão em seu site. Parece loucura, já que eles produzem carros elétricos e “vivem disso”, porém precedentes importantes apontam em outra direção.

O desenvolvimento de software hoje parece mostrar o contrário disso, mas a maioria das linguagens de programação foram criadas num ambiente muito diferente. O movimento open source parece marginal nos dias atuais, mas antes era o comportamento padrão, todo software era compartilhado. Foi assim que tudo começou.

Na verdade foi assim que tudo começou para todos que se envolvem com tecnologia, porque o conhecimento é acumulado ao se observar o que outros fizeram, se nada fosse compartilhado não haveria programadores novos e ainda estaríamos usando cobol e assembly.

Claro que isso se trata de software e muita gente que conhece esses fatos apoia (por alguma razão desconhecida) o modelo atual de desenvolvimento de software, afinal como as empresas iriam sobreviver sem proteger sua propriedade intelectual? E mais, o que tudo isso teria a ver com patentes, já que os carros elétricos tem muito mais hardware do que software a ser protegido?

O modelo no fim das contas é o mesmo e o desenvolvimento de um setor como um todo é muito maior como ocorreu com o software em seu início e há um bom exemplo disso.

No início dos anos 80, os computadores ainda eram do tamanho de salas, e tudo apontava para um mundo onde computadores cada vez maiores seriam a solução, já que não havia motivos para pensar que seria viável computadores pessoais. Já havia os Macintosh da Apple, bem caros, e poucos outros, como o Sinclair e o Commodore 64, ambos mais usados para jogos do que para qualquer outra atividade.

Como esse cenário chegaria onde estamos hoje? Computadores espalhados por toda parte, milhões deles? Simples, uma das maiores empresas do ramo, a IBM, acreditou no que chamaram de computador pessoal, o PC (da sigla em inglês). Desenvolveram em segredo o que viria a ser o início de tudo que conhecemos hoje como computador.

Deu muito certo, mas para que o desenvolvimento dessa tecnologia pudesse mesmo atingir a todos precisava de muito mais ideias e muito mais gente produzindo, além de um sistema operacional. Ironicamente a empresa que entrou com o sistema operacional e saiu do ostracismo por essa jogada da IBM hoje é um dos maiores exemplos de barreira ao movimento open source, a Micro$oft. Até então era apenas uma pequena empresa vendendo um sistema operacional que parecia não interessar a ninguém.

Como todas as partes do novo PC eram desenvolvidas de maneira aberta para que todos pudessem acompanhar, foi um grande sucesso em poucos anos se tornou o padrão nas casas por todo o mundo.

Se a Tesla Motors conseguir que o desenvolvimento do carro elétrico tenha um avanço maior com a desistência de suas patentes é possível que em breve seja tão comum ver um deles como ver um movido a gasolina. Talvez, mais adiante nem haja mais movidos a motor de combustão interna, esperemos.

Parabéns à Tesla Motors pela iniciativa e que tenha sucesso.

Logo da empresa de carros elétricos

Logo da empresa de carros elétricos

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: