Arquivo

Archive for abril \30\UTC 2011

LibreOffice ao alcance de todos

abril 30, 2011 4 comentários

Claro que o LibreOffice é livre, o nome por si só já mostra isso a todos, portanto está ao alcance de todos. Para quem ainda não o conhece, na verdade provavelmente só não está ligando o nome à pessoa. Como expliquei no post passado, é a continuação do projeto OpenOffice.org pela comunidade.

A questão é que apesar de estar há muito tempo no mercado de suítes de escritório e no caso do Brasil já ter uma boa participação desse mercado, muitas pessoas ainda não o utilizam por não acreditarem que possam substituir a suíte da Micro$oft com eficiência. Algumas vezes até acreditam que a substituição é viável, mas teriam de aprender tudo de novo ou seria complicado seu uso.

Isso não está nem perto da verdade e as iniciativas para demonstrar isso muitas vezes não alcançam os usuários não técnicos. Outras vezes apenas não ficam conhecidas. Pensando nisso que resolvi escrever este post, divulgar uma dessas iniciativas, de um amigo, o Klaibson Ribeiro. Ele publicou há poucos dias um livro e o deixou para livre download.

Esse livro cuida justamente de dar o primeiro passo, dicas para usuários leigos (o blog dele se chama BrOffice para leigos, bem descritivo, não?), mostrando como começar, desde explicações do que é, como instalar, seja no Windows ou no Linux.

Se é o seu caso ou se você conhece quem está nessa situação, é uma dica ótima, passe adiante e torne as pessoas cada vez mais livres nas suas atividades. Você pode encontrar o blog aqui e baixar o livro em formato PDF, pronto para leitura ou impressão, ou em ODT (formato padrão para distribuição de textos, que também é livre) para adaptações, segundo a licença Creative Commons.

=-=-=-=-=
Powered by Blogilo

Anúncios

Demorou, mas acabou

abril 19, 2011 1 comentário

O OpenOffice.org, principal suíte de escritório de Software Livre e concorrente mais conhecido do Microsoft Office, no Brasil é mais conhecido como BrOffice.org, por conta de um registro prévio já explicado na extinta Revista Fedora Brasil. Era o software mais conhecido da Star Division, quando era chamado de Star Office. Então a empresa foi comprada pela Sun e a suíte passou se chamar OpenOffice.org e se tornou cada vez mais conhecida e difundida, com versões para Linux e MS Windows.

Sob a tutela da Sun ficou conhecido e veio a ser o padrão para suítes de escritório do mundo livre, apesar de várias outras soluções, quase nenhuma é tão conhecida ou usada em escala tão larga. O seu modelo passou a ser o padrão de troca de documentos, apesar do lobby da Microsoft para aprovar o OpenXML pela ISO.

Mesmo com alguns problemas com a comunidade com a maneira como a Sun conduzia as atualizações, a comunidade seguiu firme colaborando e desenvolvendo o aplicativo. Mas então entrou a Oracle, que comprou a Sun, gerando incerteza para a suíte livre.

Após vários problemas com a nova burocracia para as atualizações e muitas discordâncias com a comunidade, essa última acabou por iniciar um fork (quando uma nova linha de desenvolvimento paralela ganha independência do original) chamado LibreOffice. Depois de um período de incerteza, o apoio do Fedora (na sua próxima versão já trás como padrão o LibreOffice), do Ubuntu e outros, a comunidade abandonou definitivamente o projeto principal e seus colaboradores passaram a desenvolver o LibreOffice.

Agora a Oracle reconheceu que o projeto se esvaziou e decidiu por não mais apoiar o OpenOffice.org, devolvendo-o à comunidade. Como isso foi pouco para quem já se sentia abandonado, por fim foi anunciado o fim do desenvolvimento do OpenOffice.org, que equivale a dizer que o projeto está enterrado, depois de tantos anos à frente das transições para o mundo livre, para quem parte das soluções mais conhecidas e pagas.

Mesmo que o projeto ganhe mais velocidade, mais desenvolvedores, mais agilidade e a mudança maior esteja restrita ao nome, fica sempre a impressão de que algo se perdeu, com um gigante do Software Livre finalmente encontrando seu fim, ou um recomeço não desejado pela maioria.

=-=-=-=-=
Powered by Blogilo

Categorias:Opinião

FLISoL DF 2011

abril 13, 2011 3 comentários

FLISoLDFNo último sábado, dia 09/04/2011, ocorreu em várias cidades da América Latina o FLISoL, Festival Latinoamericano de Instalação de Software Livre. Em Brasília, ocorreu nas dependências da UNEB, uma faculdade particular da cidade.

Foram distribuídos quase 100 CD’s com o spin do BrOffice.org do Fedora, feito especialmente para atender as necessidades do público brasileiro. Além disso, durante o install fest, a troca de ideias com pessoal representando algumas distros Linux proporcionou uma atualização de parte a parte sobre as novidades em cada uma. Várias pessoas puderam ter uma versão do Fedora instalada em seus notebooks e orientações de como usar o sistema para novatos no mundo do Software Livre, especificidades do Fedora e outras informações.

Alguns DVD’s com a versão completa do Fedora 14 foram colocadas à disposição tanto de usuários interessados quanto da organização do evento para promoção do Fedora.

O Chico Fedora proferiu uma palestra sobre o Fedora, falando sobre as características principais, o funcionamento do Projeto Fedora no Brasil e no mundo, tirando dúvidas e até distribuindo alguns brindes para os participantes.

Ao final do evento, durante a cerimônia de encerramento, alguns números do evento foram divulgados:

  • 1838 inscritos
  • 582 presentes
  • 33 palestrantes
  • 3 caravanas
  • 10.6 GB de download em 6 MB de banda

O sistema desenvolvido para as inscrições será disponibilizado para todas as outras edições do FLISoL espalhadas pela América Latina, mostrando envolvimento e que a ideia foi abraçada durante o evento.

O evento teve cobertura no jornal eletrônico Esporte & Cia e do jornal local da Rede Globo, DFTV, demonstrando o crescente interesse que o assunto vem despertando nos diferentes níveis da sociedade.

Foi uma boa oportunidade para encontrar pessoas interessadas em aprender um pouco sobre o mundo do Software Livre e ajudar quem quer fazer parte disso, entendendo pelo menos o básico sobre a filosofia por trás de tudo isso.

=-=-=-=-=
Powered by Blogilo