Início > Fedora, Opinião > Notícia “relevante”

Notícia “relevante”

Foi lançado ontem, dia 25/03/2008, a versão Beta do Fedora 9, codinome Sulphur. Até aí tudo bem, mais uma notícia de geek como outras publicadas aqui, que relevância poderia ter para quem não usa Linux? É, realmente difícil que o assunto tenha qualquer relevância. Mas como é de se esperar, se eu escrevi isso, devo ter alguma razão escondida “na manga”, o que, é claro, é verdade.

Por algum tempo tenho usado Linux e sempre me deparo por um lado com usuários ferrenhos que odeiam o Bill Gates, comparando-o ao Darth Vader, o maior vilão do cinema no século XX, com várias teorias (algumas apenas teorias de conspiração com uma boa dose de distúrbio psicológico envolvido) de como o mundo seria melhor ou o desenvolvimento de software, essas coisas.

Por outro lado tem aqueles que, tentando ser realistas,  dizem que esse negócio de Linux é “coisa pra nerd, nunca vai deslanchar”, além de trazer uma coleção de pérolas a respeito de como as coisas realmente funcionam. Tem os tão fanáticos por Redmont que chegam a ser piores que fanáticos por Linux. Estranho que os fanáticos por Linux pelo menos são idealistas, os por Windows fazem o que fazem por uma empresa que está ganhando muito dinheiro à custa do fanatismo deles. mas isso é um aparte que não vale a pena discutir agora.

Já vi tantas discussões a respeito, com bons e maus argumentos dos dois lados, e minha conclusão até o momento é que não vai dar em lugar nenhum (a discussão, óbvio, o Linux eu continuo usando) , quem gosta de um a ponto de defender vai usar, independente do que o outro diga e vice versa. Se usa Linux vai continuar usando e preferindo e se usa Windows a mesma coisa. Para que mudar, não é verdade? Pouca gente gosta de mudança, a rotina é confortável.

Se a discussão não leva a lugar nenhum e não estou aqui para defender o Linux, muito menos o Windows que nem uso há tempos, então qual o propósito de se falar nesse assunto? É bastante simples, fazer uma recomendação, como quem viu um filme e gostaria de compartilhar o que pensa a respeito e dizer aos amigos: “esse é legal, veja!” ou “achei péssimo, dormi a sessão inteira…”. Mas como falar de Linux, principalmente fazendo comparações ao Window, já cansou todo mundo, prefiro fazer a recomendação baseado em outras coisas, que não os argumentos mais tradicionais de esse é bom porque tem isso enquanto que o outro é ruim porque tem aquilo.

Se você tem vontade de saber porque o Linux é tão comentado por quem usa, mas ao mesmo tempo não tem vontade ou paciência de ficar aprendendo comandos de linha, não precisa ficar por fora quando algum amigo geek estiver falando do assunto, nem precisa ficar lendo e estudando coisas que não acha interessante só “pra dar uma de esperto”. O Linux hoje é bem mais fácil de usar do que há pouco tempo atrás e a linha de comando já não é um requisito para usuários finais. Claro que a instalação inicial e as configurações básicas tem de ser feitas por alguém com algum conhecimento (nem tanto, essa parte hoje é mais fácil e mais rápida do que no Windows), mas o reatante é simples, além de nem ser tão diferente assim do Windows.

Mas algumas coisas são diferentes? Sim, são, mas se você usa computador é porque tem algum conhecimento na área, pode até não ser seu interesse, mas algo conhece, ou nem lendo isso estaria. Com o Linux não é diferente, nem tudo vai depender de conhecer e ter sempre por perto aquele nerd esquisitão cheio de espinhas. Informática não é mais isso há muito tempo, caso ainda não tenha chegado a essa conclusão. Mas aprender a trocar o papel de parede, sber achar seus arquivos salvos em outro volume montado fora da sua pasta e conectar na internet não é nenhum bicho de sete cabeças, certo? Se não usa Linux não saberia, mas eu uso e já posso lhe dizer, não é.

Acho que vale a tentativa se considera que a pirataria seja um problema, se tem afinidade por novidades,  ou apenas para não ficar por fora. É muito comum encontrar ajuda para problemas algumas vezes até complexos, é natural que alguém que usa porque acredita no Linux também como ideal gaste horas para resolver um problema seu que nem pareça tão importante, faz parte do mundo Linux, se experimentar vai ver.

Dito isso, o que tem uma coisa com a outra se comecei falando do lançamento do Fedora 9, codinome Sulphur (repeti, se você não usa Linux não teria se lembrado mesmo, certo?) e o que isso teria de relevância para quem não usa Linux? Bem, se você não usa e acha que vale a tentativa, um bom lugar para começar, seria procurando o pessoal do Fedora, não por ser melhor que de outro Linux, ou mais prestativo, normalmente são todos compometidos e motivados igualmente, mas porque se trata do Linux que eu uso e posso recomendar sem dizer do que ouvi falar.

Se o Linux desperta alguma curiosidade, pode procurar mais informações na internet. Semana passada foi lançado a 1ª edição da Revista Fedora Brasil, quem sabe vendo o conteúdo alguma coisa não chama sua atenção. Por falar na Revista, vai encontrar nela um artigo escrito por mim falando sobreo porquê usar Fedora, um outro sobre que codinome é esse, Sulphur, e dicas técnicas se resolver fazer uma tentativa. O link permanente encontra-se aqui. Espero que experimente e goste, boa sorte.

Categorias:Fedora, Opinião Tags:,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: